O pai de Valentina foi, esta sexta-feira, transportado da cela anexa à Polícia Judiciária, onde se encontra em prisão preventiva, para o hospital com cortes no corpo, feitos, alegadamente, pelo próprio. 

A TVI sabe que os ferimentos de Sandro Bernardo eram superficias e que foi assistido no Hospital de São José. Terá recorrido a uma gilete de barbear que lhe foi entregue no kit de higiene para se cortar, numa tentativa de suicídio. 

Já teve alta do Hospital de São José e foi levado para o Hospital Prisional de Caxias.

Miguel Fernandes, editor de Justiça e Segurança da TVI, explicou que "existem protocolos que os serviços prisionais têm pensados e que implementam para garantir a segurança não só de quem é detido, mas também da outra comunidade prisional". Isto significa que se torna muito difícil um recluso, ainda para mais em isolamento, ter acesso a objetos cortantes.

Foi uma surpresa aquilo que aconteceu, mesmo para quem está ligado à segurança e ao protocolo que foi montado em torno deste recluso. O que sabemos é que, aparentemente, tudo indica que terá sido uma tentativa de suicídio", acrescentou. 

Sérgio Bernardo foi encontrado de madrugada, o que significa que as autoridades só deram conta do que tinha acontecido algumas horas depois. 

O pai de Valentina encontrava-se em isolamento na Polícia Judiciária, indiciado pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e violência doméstica contra a filha de nove anos, encontrada morta no último domingo, em Peniche. 

Tanto Sandro Bernardo como Márcia Monteiro, a madrasta, foram alvo de ameaças por parte de reclusos de várias prisões

Veja também:

Miguel Fernandes Daniela Rodrigues / Atualizada às 16:35