A Misericórdia de Bragança registou este domingo a nona morte relacionada com a covid-19, vitimando uma utente de 93 anos, disse à agência Lusa o porta-voz da instituição, José Fernandes.

A nonagenária já tinha sido levada para o Hospital de Bragança, onde ocorreu o óbito, detalhou a fonte.

Segundo José Fernandes, a instituição regista, nesta altura, um total de 154 casos ativos - 108 em utentes e os restantes 46 em colaboradores.

O surto na Misericórdia de Bragança foi descoberto com um primeiro teste positivo de uma funcionária a 23 de setembro. Desde então foram testadas todas as valências da Misericórdia de Bragança, que incluem três lares de idosos, Unidade de Cuidados Continuados, escolas e Centro de Educação Especial.

A Misericórdia de Bragança é a maior instituição social e um dos maiores empregadores do Nordeste Transmontano e é também aquela onde ocorreu o maior surto de infeção pelo novo coronavírus na região, desde o início da pandemia.

O distrito de Bragança regista um total de mais de 900 casos de infeção confirmados e 38 mortes associadas à covid-19, desde março.

Portugal contabiliza pelo menos 2.080 mortos associados à covid-19 em 86.664 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde.

/ BC