Uma mulher foi assassinada no domingo à noite na Golegã, distrito de Santarém, disse, esta segunda-feira, à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém.

De acordo com a mesma fonte, foi recebido o alerta para um “possível homicídio” às 23:52 de domingo.

O suposto homicida que, inicialmente, se tinha posto em fuga, acabou por ser detido pouco depois em casa de uma irmã, onde se entregou sem resistência às forças policiais, disse esta segunda-feira fonte da GNR.

O porta-voz do comando territorial de Santarém da GNR, Pedro Reis, disse à Lusa que o suspeito do homicídio passou a noite no posto da Golegã, aguardando as diligências para ser presente para primeiro interrogatório judicial, estando o caso entregue à Polícia Judiciária.

Em comunicado, a PJ afirma que o crime ocorreu "num parque de estacionamento de um estabelecimento de diversão". O homem, de 62 anos, terá aguardado que a ex-mulher saísse da dancetaria e "terá disparado pelo menos dois tiros de caçadeira, atingindo-os pelas costas"

Quando os bombeiros chegaram ao local, a vítima, de 53 anos residente em Chamusca, “estava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido efetuadas, sem sucesso, manobras de reanimação”.

O homem, agora detido, na sequência do homicídio da ex-mulher é igualmente suspeito de tentativa de homicídio do homem que a acompanhava, anunciou a Polícia Judiciária.