O Tribunal de instrução Criminal do Porto colocou em prisão preventiva a suspeita de ter ateado na quarta-feira um incêndio florestal em São Pedro da Cova, Gondomar, distrito do Porto, anunciou esta sexta-feira a GNR.

A mulher, de 29 anos, foi detida "em flagrante delito por um militar da GNR e um agente da PSP que se encontravam de folga”, explicou o Comando Territorial do Porto da Guarda-Republicana.

Em comunicado, o Comando acrescenta que “a suspeita estava a espalhar álcool gel numa área de mato, tendo de seguida ateado fogo com recurso a um isqueiro, quando foi intercetada”.

Arderam, segundo a GNR, cerca de 200 metros quadrados de mato adjacente a um aglomerado populacional, “tendo a rápida intervenção dos envolvidos prevenido que o foco tomasse proporções maiores”.

O incêndio acabou extinto pelos Bombeiros Voluntários de São Pedro da Cova.

/ LF