O ministro da Saúde afirmou esta terça-feira, no Parlamento, que existem mil médicos especialistas a mais nos hospitais portugueses.

Paulo Macedo falava durante a discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2012, durante a qual apresentou números diferentes dos do deputado do Bloco de Esquerda (BE), João Semedo.

Na sua intervenção, João Semedo citou dados que apontam para uma falta de mil médicos de família e de 600 especialistas.

Paulo Macedo tem outra leitura e adiantou que existem mil médicos especialistas a mais nos hospitais.

João Semedo quis ainda saber se o orçamento em discussão é «a sério ou a fingir». «Se é a sério, será uma desgraça para o Serviço Nacional de Saúde (SNS)» e resultará em «cortes na assistência». Se é a fingir, o mesmo irá resultar na «acumulação da dívida», disse.

Paulo Macedo limitou-se a responder: «Os portugueses não precisam que, nesta altura, façamos coisas a fingir».