«não pode olvidar-se» que se trata de «um tipo de criminalidade que não é muito grave».









«pôs em circulação cheques viciados», com os quais, usando bilhetes de identidade igualmente falsificados, comprava bens e serviços normalmente em grandes centros comerciais de Lisboa ou a empresas de venda por catálogo.