Esta sexta-feira assinala-se o Dia dos Namorados e o Dia Europeu da Disfunção Sexual. O problema está normalmente associado aos homens, mas também afeta uma percentagem considerável de mulheres. A menopausa, algumas doenças, assim como o uso de medicamentos, o tabagismo ou problemas afetivos podem causar a redução do desejo sexual da mulher.

Cristina Barbosa, ginecologista e obstetra, esteve no Diário da Manhã da TVI para falar sobre este problema. A especialista não tem dúvidas: "As mulheres devem falar sobre os seus problemas sexuais com o seu médico de medicina geral e familiar".

A disfunção sexual é grave porque gera sofrimento e diminui a qualidade de vida", vincou a médica. 

Por isso, "a partir de três meses de perturbação devemos procurar um médico". A especialista vincou que o tratamento tem de ser feito através de equipas multidisciplinares.

      
/ SS