A estrada mais mortal nos EUA é a Interestatal 45, que vai de Galveston para Dallas através de Houston, Texas. Esta estrada tem uma média de cinco acidentes fatais em cada milha (o equivalente a 1,6 quilómetros). A estrada mais perigosa do Reino Unido é a A1010, que vai de Tottenham para Waltham Cross. Aqui, a média é de 12,7 acidentes em cada milha. 

E, em Portugal, qual é a estrada mais perigosa?

Segundo a equipa do site Budget Direct, a estrada mais perigosa de Portugal é o Itinerário Complementar 19 (IC19), a via rápida que liga Lisboa a Sintra.

Os dados utilizados em relação a Portugal remontam a 2019, quando a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) identificou 54 "pontos negros" em todo o país, dos quais onze ficavam no IC19 que era, assim, à semelhança do que já acontecia em anos anteriores, considerada a estrada mais perigosa do país.

Os "pontos negros" são troços com um máximo de 200 metros de extensão onde se tenham registado pelo menos cinco acidentes com vítimas (não necessariamente mortais) durante um período de um ano. Nesse ano, registaram-se 77 acidentes com vítimas no IC19, mas, para além de 2 feridos graves e 109 feridos ligeiros, não se contabilizaram vítimas mortais.

Já em 2020 todos os indicadores da sinistralidade registaram números reduzidos, em grande parte devido às medidas de confinamento relacionadas com a covid-19. Mas no relatório de 2020 desaparecem os "pontos negros" e, por isso, já não é possível comparar os dados.

No entanto, ficamos a saber que, no ano passado registaram-se 26.501 acidentes com vítimas no continente, dos quais resultaram 390 vítimas mortais ocorridas no local do acidente ou durante o transporte até à unidade de saúde, 1.829 feridos graves e 30.706 feridos leves.

De acordo com o relatório da ANSR, em termos globais, comparativamente com 2019, observou-se uma melhoria nos principais indicadores de sinistralidade no continente: menos 9.203 acidentes (-25,8%), menos 84 vítimas mortais (-17,7%), menos 472 feridos graves (-20,5%) e menos 12.496 feridos leves (-28,9%).

O maior número de vítimas mortais ocorreu em estradas nacionais (34,6%). Das vítimas mortais de 2020, apenas uma é consequência de um acidente no IC19.

Nos seus relatórios, a ANSR sublinha que o número de acidentes, bem como o número de feridos e de vítimas mortais resultantes desses acidentes, tem vindo a diminuir ao longos dos anos, acompanhando a tendência que se verifica em toda a Europa Ocidental - no entanto, esta é também a região do globo que tem as estradas mais perigosas, segundo o Budget Direct.

Mil milhões de carros percorrem estradas de todo o mundo todos os dias. Todos os anos morrerm cerca de 1,35 milhões de pessoas em acidentes de trânsito. Mais da metade dessas mortes ocorre entre peões, ciclistas e motociclistas.

Veja quais são as estradas mais perigosas em todo o mundo:

Maria João Caetano