Uma mulher de 29 anos foi detida nesta quarta-feira pela PSP, em Sintra, por suspeita de atear fogo ao ex-namorado com gasolina, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva, conforme anunciado esta sexta-feira.

Em comunicado, a polícia avança que "a suspeita e a vítima tiveram uma relação de namoro cerca de dois meses".

A mesma fonte adianta que, em meados de julho, a mulher se deslocou "à residência do ex-namorado para tentar falar com o mesmo".

Dado que não conseguiu os seus intentos, esperou que a vítima saísse da sua residência e regou-o com gasolina, ateando-lhe fogo", acrescenta a nota.

O crime causou evidente perigo para a vida e integridade física da vítima, causando-lhe queimaduras graves que obrigaram ao internamento hospitalar.

A detida foi presente no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Oeste - Núcleo de Sintra, para 1.º interrogatório judicial, tendo sido sujeita à medida de coação mas gravosa de prisão preventiva.