TVI

 fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção.

ficou resolvida num acórdão anterior da Relação.

No documento, os desembargadores, consideram que "é pena que, entre nós, não exista a cultura de que uma acusação será mais forte e robusta juridicamente, e, sobretudo mais confiante, consoante se dê uma completa e verdadeira possibilidade ao arguido de se defender".




A decisão tomada pelos juízes desembargadores Rui Rangel (relator) e Francisco Caramelo ainda será passível de recurso. A defesa, e qualquer parte interessada no processo, poderá agora ter acesso à prova testemunhal e documental que a investigação terá reunido contra o antigo líder do PS.

foi detido

prisão domiciliária

"A partir de agora cartas na mesa"

hoje era um dia importante

A satisfação só não é total “porque José Sócrates ainda está em casa em vez de estar a responder às perguntas dos jornalistas”.




Com alguma ironia e após ler alguns apontamentos do acórdão, Pedro Delille, disse estar convicto que "neste momento, o senhor procurador Rosário Teixeira e o senhor juiz Carlos Alexandre estarão a preparar as consequências deste acórdão".