Sete distritos de Portugal continental têm esta terça-feira sete concelhos com risco de incêndio «máximo», num dia em que as temperaturas voltam a chegar aos 30 graus Celsius em alguns locais, de acordo o Instituto de Meteorologia (IM).

Os distritos com concelhos em risco «máximo» são os de Aveiro, Viseu, Leiria, Santarém, Castelo Branco, Portalegre e Faro.

Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Coimbra e Lisboa têm, por sua vez, alguns concelhos em risco «muito elevado».

O risco de incêndio determinado pelo IM engloba cinco níveis, que variam entre o «reduzido» e o «máximo».

O cálculo do índice de risco de incêndio é feito com base nos valores observados às 13:00 do dia anterior, da temperatura do ar, da humidade relativa, da velocidade do vento e da quantidade de precipitação ocorrida nas últimas 24 horas.

Para hoje, o IM prevê céu geralmente limpo mas temporariamente muito nublado por nuvens altas.

Apesar de se aguardar uma pequena descida de temperatura, mais significativa nas regiões do interior Norte e Centro, ainda se prevêem para hoje máximas de 30º em Lisboa, Beja e Faro e de 32º em Sines.

Na segunda-feira, foram registados 51 incêndios que foram combatidos por 491 bombeiros apoiados por 126 viaturas, de acordo com a Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC).
Redação / SM