Uma cirurgia inovadora que implicava a extração de uma hérnia discal, com uma técnica "minimamente invasiva, guiada por navegação", foi efetuada esta quinta-feira, no Spine Center, uma unidade de saúde em Coimbra.

Este novo método permitiu “retirar a hérnia discal que comprimia a raiz nervosa de um doente, por via minimamente invasiva guiada por navegação”, sublinhou a unidade de saúde em comunicado.

Nunca antes realizada em Portugal, a técnica permite fazer “uma incisão de reduzidíssimas dimensões, localizar perfeitamente o nível e fazer uma progressão até à hérnia por fora da coluna entrando pelo ‘foramen’ [orifício], afastando as estruturas nervosas e retirando a hérnia de disco”, acrescentou o comunicado.

Luís Teixeira, cirurgião que conduziu o processo, garante que através da navegação é possível evitar que se atue dentro do canal vertebral.

De acordo com o médico, a cirurgia assegura "alto rigor e elevada segurança", além de não deixar "fibrose dentro do canal". Não necessita de manipulação "das estruturas nervosas que existem dentro do canal vertebral", sendo, por isso, mais vantajosa.

O paciente pode ter alta em menos de 24 horas após a cirurgia e recuperar toda a sua atividade profissional em menos de um mês", sublinhou o cirurgião.

/ SP