A TVI teve acesso às imagens de videovigilância do Estádio da Luz, na madrugada da morte de um adepto italiano do Sporting.

As imagens comprovam que o incidente, que culminou na morte de Marco Ficini, foi antecedido por confrontos entre as claques dos leões e do Benfica.

Através da videovigilância é possível fazer uma cronologia dos acontecimentos que ocorreram há, praticamente, três anos.

Naquela madrugada, vários adeptos do Benfica esperavam junto ao Estádio da Luz os elementos da claque do Sporting, que chegaram numa caravana de carros à rotunda Cosme Damião.

De acordo com a acusação do Ministério Público, Luís Pina é o homem que avança de carro em direção à rotunda, que sem abrandar, quase atropelou quatro adeptos.

Acabou por imobilizar a viatura, que foi de imediato apedrejada e vandalizada, enquanto vários apoiantes do Benfica corriam para a rotunda.

Nas imagens, a que a TVI teve acesso, pode ver-se Luís Pina a perseguir um adepto leonino até à rotunda, ainda a pé.

Ao aperceber-se que o grupo rival estava a iniciar a fuga, nos respetivos carros, o suspeito da morte de Marco Ficini voltou a entrar no carro para continuar a perseguição, juntamente com os restantes adeptos encarnadas, que o seguiram a correr.

Já no acesso à Avenida Lusíada, as câmaras de videovigilância mostram o carro de Luís Pina parado à frente do corpo imóvel de Marco Ficini estendido na estrada.

O carro do suspeito acabou por abandonar o local, bem como todos os adeptos do Benfica. 

As últimas imagens mostram um outro carro a fazer marcha atrás em direção à rotunda Cosme Damião. Foi o primeiro a chegar junto ao corpo de Marco Ficini, que se encontrava totalmente abandonado e inanimado no asfalto.