Ficou em prisão preventiva o suspeito do tiroteio que ocorreu ontem, domingo, na sequência de um torneio de sueca, na freguesia de Tuizendes, Vila Real. Os tiros disparados pelo homem, que se entregou às autoridades, provocaram um morto e ainda quatro feridos graves.

Os envolvidos estavam num torneio de sueca, na associação recreativa da terra, quando começaram os desentendimentos. O indivíduo terá disparado sobre um grupo de pessoas de Felgueiras, que se encontrava no torneio.

O crime aconteceu no exterior da associação recreativa, numas escadas de acesso ao parque de estacionamento improvisado num campo de futebol. 

As pessoas atingidas que sobreviveram têm entre 45 e 55 anos foram transportadas para o hospital de Vila Real. Quanto à vítima mortal, os bombeiros indicaram ontem que quando chegaram ao local "já nada havia a fazer".

Três testemunhas relataram à TVI24 os momentos de aflição que se viveram. Uma delas, Horácio Bernardino, participou mesmo no torneio de sueca, um dos mais conhecidos no país, com 90 equipas e 180 pessoas. Este homem viu o suspeito sair a correr da associação para ir ao carro buscar uma pistola. 

 

Houve ali uma chatice entre eles [noutra mesa], elementos a organização tentaram acalmá-los. Entretanto, veio um senhor a correr atrás de nós pela rua abaixo, para o carro que tinha estacionado, abriu o carro, veio para cima - com certeza que foi apanhar a pistola. Nós metemos dentro do café, dentro das casas-de-banho, uns para o lado e outros para o outro, e ouvimos uns tiros. Vivemos momentos de pânico. Nunca imaginei que houvesse disto, viemos só jogar à sueca, para o convívio. É de lamentar o que aconteceu".

 

Outra testemunha, um jovem, disse que ainda tentou com outras pessoas socorrer uma das vítimas (não precisou qual), "com guardanapos de volta da barriga", mas que pouco conseguiram ajudar.

Outro homem ainda disse que conhecia o suspeito e que o tem "como bom rapaz", mas que em tempos já teve problemas de alcoolismo. Não sabe se, nesta ocasião, tinha ou não bebido, mas no passado, "quando bebia era muito de zaragatas".