Portugal está a reforçar a vacinação contra o sarampo, devido a um surto na Europa. Apesar de a doença estar controlada no país, a Direção-geral de Saúde lançou "um alerta" para que os Centros de Saúde contatem quem possa ter a vacina em atraso.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, só na Europa foram reportados mais de 500 casos. A Alemanha, França, Itália, Polónia, Roménia, Suiça e a Ucrânia são os países que registaram maior incidência.

O sarampo é uma das doenças infeciosas mais contagiosas e provoca febre, tosse e erupção cutânea. Por norma,  é uma doença benígna, mas em casos mais graves pode mesmo provocar a morte.

A diretora regional europeia da OMS, Zsuzsanna Jakab, considerou na passada quinta-feira que esta situação é preocupante “já que o continente europeu registou avanços nos últimos dois anos para eliminar o sarampo”.

A transmissão do vírus já foi interrompida em dois terços dos 53 países da região europeia, mas continua endémica em 14 países.