Os automobilistas portugueses já podem pagar o estacionamento, sem terem que se deslocar ao carro, em quatro cidades portuguesas e uma vila. Este sistema inovador, limitado a zonas controladas por parquímetros e parques de estacionamento explorados pela Emparque, foi pioneiro em Cascais e passa agora a estar disponível na Amadora, em Faro, Figueira da Foz e Beja.

Rute Santos, da Emparque, refere à agência Lusa que o serviço Teleparque tem contornos técnicos que o tornam «único». É que, apesar de existirem outros métodos de pagamento de estacionamento por telemóvel, nomeadamente através de SMS, em Portugal e no resto da Europa, o Teleparque permite ao utente pagar ou revalidar e prolongar o período de estacionamento «através de telefone ou de Internet a qualquer hora e a partir de qualquer lugar» e «sem ter que se deslocar ao parcómetro e ao carro», explicou também à Lusa Pedro Teixeira, da Emparque.

O mesmo responsável sublinha que «o estacionamento é mais barato se for pago através do Teleparque». Pedro Teixeira dá como exemplo o caso do tarifário aplicado em Beja, onde uma hora de estacionamento, que «custa 60 cêntimos», «passa a custar 55 cêntimos» se o pagamento for efectuado através do serviço.
Redação / AR