Os avisos vermelhos por causa do calor vão estender-se até ao início do dia de sábado a onze distritos do país, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). 

Segundo o IPMA, a temperatura vai subir de forma acentuada em Portugal continental a partir de hoje, mantendo-se muito elevada até ao fim de semana, com os avisos laranja a passarem a vermelhos (o nível mais grave) a partir de quinta-feira e até às 05:59 de sábado.

Assim, os distritos abrangidos pelo aviso vermelho por causa da persistência de valores elevados da temperatura máxima são Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal e Vila Real.

Segundo o IPMA, a temperatura vai subir de forma acentuada em Portugal continental a partir de hoje, mantendo-se muito elevada até ao fim de semana, com os avisos laranja a passarem a vermelhos (o nível mais grave) a partir de quinta-feira e mantendo-se até às 05:59 de sábado.

Veja também:

O IPMA adverte que as temperaturas máximas vão estar "muito acima dos valores normais para a época" e podem atingir "máximos absolutos em vários locais", com máximas a rondarem os 45ºC e as mínimas a aproximarem-se dos 30ºC.

Com exceção da costa sul do Algarve, onde as temperaturas vão estar entre os 30 e os 35ºC, no interior do Alentejo, Vale do Douro e do Tejo e Beira Baixa a máxima deverá atingir valores da ordem dos 45°C, "podendo ser alcançados máximos absolutos em vários locais".

Os valores da temperatura mínima, de acordo com o IPMA, têm igualmente tendência para uma subida gradual, "atingindo no final da semana valores próximos de 25°C em grande parte do território, aproximando-se dos 30°C em alguns locais do interior Centro e Sul, em especial no Alto Alentejo".

O sul do território continental poderá ser afetado a partir de hoje por poeiras em suspensão provenientes do norte de África.

Face ao intenso calor, a Direção-Geral da Saúde aconselha as pessoas a permanecerem em ambientes frescos, a manterem as casas frescas e a beberem muita água, evitando a ingestão de álcool.

Devido ao agravamento do risco de incêndio, causado pela subida da temperatura e da redução da humidade, o estado de alerta especial relativo aos meios de combate a fogos está em vigor nos distritos do centro e norte do país.

A Marinha e o Exército vão reforçar, com mais 19 patrulhas e 76 militares, o apoio à Proteção Civil entre hoje e domingo, podendo as ações serem prolongadas caso a meteorologia o justifique.

Hoje, devido ao risco máximo de incêndio apontado para o distrito de Faro, deverá ser acionado um meio aéreo de reconhecimento do terreno no Algarve.

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, vai visitar hoje o Centro de Meios Aéreos de Loulé.

Num aviso à população, a Proteção Civil recorda que que é proibido fazer queimadas e fogueiras ou lançar balões e foguetes, fumar ou fazer lume nas florestas e nas estradas circundantes.

Risco muito elevado de exposição aos raios UV

Todos os distritos de Portugal continental e algumas ilhas dos arquipélagos dos Açores e da Madeira têm um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV).

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), além de Portugal continental, as ilhas de Porto Santo, na Madeira, e as ilhas da Terceira e das Flores, nos Açores, apresentam um risco muito elevado.

As ilhas do Faial, nos Açores, e a da Madeira têm um risco elevado, enquanto Ponta Delgada terá um risco moderado.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

Para Portugal continental, o IPMA prevê para hoje céu pouco nublado ou limpo e subida acentuada da temperatura máxima.

As temperaturas deverão chegar aos 33º Celsius em Lisboa, 34º no Porto e 28 no Porto. Évora será o distrito com temperatura mais elevada, prevendo-se 41º.

Nos Açores aguarda-se céu geralmente pouco nublado, devendo aumentar de nebulosidade a partir da tarde no grupo oriental (S.Miguel e Santa Maria), onde há também a possibilidade de aguaceiros fracos.

Ponta Delgada chegará aos 26º.

Na Madeira, a previsão aponta para períodos de céu muito nublado, possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas até meio da tarde. O vento será moderado, soprando temporariamente forte nas terras altas e no extremo leste da ilha da Madeira.

O Funchal vai atingir hoje os 26º.