O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu um ‘Aviso Amarelo’ para Castelo Branco e Portalegre devido à chuva forte, elevando para sete, o número de distritos com este alerta para a precipitação.

Na quarta-feira, o IPMA tinha emitido ‘Aviso Amarelo’ para os distritos de Leiria, Lisboa, Setúbal, Santarém, Évora, Beja e Faro devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte.

Esta quinta-feira, o Instituto alargou o aviso a Castelo Branco e Portalegre, também por causa da chuva.

Em Lisboa, Leiria, Setúbal e Santarém o aviso vai estar em vigor entre as 09:00 e as 15:00 de hoje, e em Castelo Branco, Portalegre, Évora, Beja e Faro entre as 11:00 e as 21:00 de hoje.

O IPMA colocou ainda os distritos de Viana do Castelo, Porto, Braga, Aveiro, Leiria, Coimbra, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro sob ‘Aviso Amarelo’ devido à previsão de vento forte com rajadas da ordem dos 80 quilómetros por hora na faixa costeira e agitação marítima, prevendo-se ondas com 04 a 05 metros.

O aviso de vento vai estar em vigor entre as 09:00 e as 12:00 de hoje e o de agitação marítima entre as 07:00 de sexta-feira e as 07:00 de sábado.

O ‘Aviso Amarelo’, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, indica situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

 

Chuva em todo o continente traz subida da temperatura mínima

O IPMA prevê para esta quinta-feira no continente céu muito nublado ou encoberto, com boas abertas gradualmente a partir do meio da tarde nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela.

A previsão aponta também para períodos de chuva, por vezes forte nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela a partir do início da manhã, passando gradualmente a regime de aguaceiros durante a tarde, que poderão ser ocasionalmente de granizo e acompanhados de trovoada a sul do referido sistema.

Está também prevista queda de neve acima de 1200/1400 metros de altitude, descendo a cota para 800/1000 metros de altitude no final do dia, vento fraco a moderado do quadrante sul, soprando até meio da tarde, moderado a forte no litoral, com rajadas até 80 quilómetros por hora e forte nas terras altas, com rajadas até 90 quilómetros por hora, rodando para oeste a partir da tarde nas regiões Centro e Sul.

O Instituto prevê ainda subida da temperatura mínima, que será acentuada no litoral, e descida da temperatura máxima no interior.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 10 e 14 graus Celsius, no Porto entre 10 e 13, em Vila Real entre 3 e 8, em Viseu entre 5 e 8, em Bragança entre -1 e 4, na Guarda entre 1 e 5, em Coimbra entre 9 e 11, em Castelo Branco entre 4 e 9, em Santarém entre 7 e 15, em Évora entre 5 e 12, em Beja entre 6 e 12 e em Faro entre 10 e 16.

O IPMA prevê para hoje na costa ocidental ondas de oeste-sudoeste com 2 a 3 metros e na costa sul ondas de sudoeste com 1 a 2 metros, aumentando para 2 a 3 metros a partir da tarde.

Por este motivo, duas barras dos Açores e três em Portugal continental estão hoje fechadas à navegação devido à previsão de agitação marítima forte, de acordo com informação disponível na página da Marinha na Internet.

As barras de Madalena do Pico e Lages do Pico, na ilha açoriana do Pico, e Caminha, Vila Praia de Âncora e Esposende, no continente, estão fechadas a toda a navegação por causa da agitação marítima forte.

No continente, a barra da Póvoa de Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros e em Vila do Conde as embarcações devem navegar apenas duas horas antes e depois da preia-mar.

Em São Martinho do Porto, a barra está condicionada devido a assoreamento, pelo que a navegação deve ser feita com cautela e a barra praticada apenas na preia-mar.

Redação / EC