O Instituto Português do Mar e da Atmosfera prevê para esta sexta-feira uma pequena descida da temperatura máxima, com céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se muito nublado no litoral a norte do Cabo Raso até final da manhã e a partir do final do dia.

Durante a tarde vai aumentar a nebulosidade no interior do país, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos na região Norte. O vento vai soprar fraco a moderado (até 25 km/h) de noroeste, soprando moderado a forte (30 a 40 km/h), por vezes com rajadas até 65 km/h no litoral oeste a sul do Cabo Carvoeiro e nas terras altas.

Os termómetros vão chegar até aos 32º em Faro, Beja, Évora e Castelo Branco, aos 29º em Bragança e Portalegre e aos 27º em Vila Real e Santarém.

Em Lisboa a temperatura máxima não deve ultrapassar os 25º, em Coimbra 24º e no Porto 21º.

Nos Açores, a previsão é de céu muito nublado com abertas para todos os grupos de ilhas e na Madeira de céu muito nublado e aguaceiros fracos nas vertentes norte e terras altas.

A Madeira chegará até aos 24º (Funchal) e os Açores (Angra do Heroísmo e Ponta Delgada) aos 19º.

Todo o território de Portugal continental, à exceção do distrito de Viana do Castelo, e as regiões autónomas da Madeira e dos Açores, estão hoje com risco "muito elevado" de exposição à radiação ultravioleta (UV).

De acordo com o IPMA, o distrito de Viana do Castelo apresenta risco "elevado".

Para as regiões com risco "muito elevado", o Instituto recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Quanto ao risco de incêndio, os concelhos de Castro Marim, no distrito de Faro, e Gavião, em Portalegre, estão hoje em risco "máximo".

De acordo com o IPMA, em risco "muito elevado" de incêndio estão mais de 30 concelhos do sul e interior centro e norte do país, abrangendo os distritos de Faro, Coimbra, Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Guarda, Viseu e Bragança.