O Tribunal de Santarém condenou uma funcionária de um lar a oito anos de prisão por tentativa de homicídio de uma colega de trabalho ocorrida em janeiro de 2015 em Atouguia, no concelho de Ourém.

Em comunicado publicado esta sexta-feira na página eletrónica da Procuradoria da Comarca de Santarém, o Ministério Público afirma que o tribunal deu como provado que a arguida “abordou uma colega de trabalho e, depois de a empurrar para cima de uma cama, manietou-a, ao mesmo tempo que colocava as mãos em redor do pescoço da vítima, pressionando-o”.

Segundo a acusação do Ministério Pública dada como provada pelo tribunal, a mulher sentou-se ainda sobre o corpo da vítima, tentando imobilizá-la, e colocou na sua face uma almofada, que pressionou “durante um período de tempo não concretamente apurado”, só saindo quando foi afastada por uma outra funcionária que se dirigiu ao quarto alertada pelo barulho.

Mais se provou que com a sua conduta a arguida provocou lesões físicas na ofendida e que agiu com o propósito de lhe pôr termo à vida, o que apenas não aconteceu por razões alheias à sua vontade”, acrescenta.

Segundo a nota, a investigação foi realizada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Santarém, tendo o Ministério Público sido coadjuvado pela GNR de Ourém.