Foi lançado um novo teste à covid-19 capaz de identificar a variante Delta numa altura em que esta continua a ganhar terreno em Portugal e pode vir a tornar-se dominante dentro de duas a três semanas.

A Unilabs criou um novo teste PCR que consegue "identificar especificamente a nova variante Delta", com o objetivo de ajudar as autoridades de saúde numa melhor resposta no combate à pandemia.

A variante Delta está a espalhar-se rapidamente e, muito em breve, será a variante dominante da Covid-19 em várias partes da Europa. Neste sentido, as nossas equipas desenvolveram um teste capaz de identificar de forma fiável esta variante”, revela Timóteo Guimarães, que lidera a unidade 'Covid-19’ da Unilabs, em comunicado. 

A mesma nota esclarece ainda que estão a ser utilizadas as mesmas técnicas que foram criadas para detetar a variante Kent (associada ao Reino Unido) e esperam "detetar rapidamente quaisquer futuras variantes". 

Com base da evidência científica, a Unilabs tem como intuito ajudar na elaboração de medidas de confinamento "mais inteligentes", a salvar vidas e a minimizar os impactos económicos.

Em países como Portugal, França, Suíça, Suécia, Espanha, Reino Unido e os Emirados Árabes Unidos, os dados recolhidos pela Unilabs na realização de testes estão a ser utilizados para detectar a propagação da nova variante e identificar novas variantes, ajudando as autoridades de saúde a implementar medidas para conter o vírus."

Desde o início da pandemia de covid-19, a Unilabs já realizou mais de 12 milhões de testes em todo o mundo.

Cláudia Évora