“Sabemos que o nosso setor de Justiça, sobretudo no âmbito da Procuradoria-Geral da República, está a fazer tudo, dentro do possível, para poder concluir este processo”, declarou à Lusa Agio Pereira, ministro de Estado e da Presidência do Conselho de Ministro de Timor-Leste.








“Este (processo) está no âmbito processual da justiça. Já conversei com os seus pais (de Tiago Guerra) aqui (na conferência em Lisboa). Todos nós somos humanos, sentimos a sensibilidade de como questões processuais afetam famílias”, sublinhou Agio Pereira.








Redação / PP