Funcionários do aeródromo de Tires, em Cascais, encontraram esta quarta-feira mais cocaína dentro do avião da empresa portuguesa OMNI onde em fevereiro as autoridades brasileiras detetaram 500 quilos daquela droga, disse à Lusa fonte da infraestrutura aeroportuária.

A mesma fonte não conseguiu precisar a quantidade de droga encontrada na aeronave, que pertence à empresa privada OMNI - Aviação e Tecnologia, com sede em Porto Salvo (Oeiras).

A Polícia Federal do Brasil apreendeu no início de fevereiro meia tonelada de cocaína escondida neste avião particular que já tinha recebido autorização para descolar da cidade de Salvador com destino a Portugal.

A droga foi encontrada durante uma inspeção de agentes da Polícia Federal quando o avião se encontrava na pista do Aeroporto Internacional de Salvador.

Em 23 de fevereiro, o Departamento Central de Investigação e Ação Penal confirmou que já estava a investigar o caso da apreensão da cocaína encontrada no Brasil dentro da fuselagem deste avião que tinha como destino Tires.

A agência Lusa contactou entretanto as autoridades policiais para obter mais esclarecimentos, mas até ao momento ainda não obteve resposta.

/ RL