Foram detidos três homens, na quinta-feira, por andarem a caçar junto a um jardim de infância, em Torrres Vedras, ato que é proibido por lei em locais do género. A GNR adianta que os indivíduos estavam escondidos entre arbustos na altura em que foram detetados pelas autoridades.

Após uma denúncia de que alguns caçadores estariam a caçar na proximidade de um jardim de infância, os militares deslocaram-se de imediato para o local e depararam-se com um cartucho de caça nas imediações da creche e com os suspeitos escondidos entre os arbustos, com as respetivas armas municiadas".

Em comunicado, a Guarda dá também a indicação de que a detenção foi feita pelo Comando Territorial de Lisboa, através do Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial de Torres Vedras, na localidade do Ramalhal, e que os homens têm idades compreendidas entre os 38 e os 63 anos

Os militares apuraram que os três suspeitos estariam a praticar o ato venatório proibido "a uma distância inferior a 500 metros" do jardim de infância.

Da operação, resultou ainda a apreensão de três caçadeiras, 51 cartuchos, três cartas de caçador e três livretes das armas, bem como de duas cartucheiras.

Os detidos, que exerceram "o ato venatório em local proibido", serão presentes esta sexta-feira a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa Norte - Torres Vedras.