O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e a GNR detetaram 15 estrangeiros em situação irregular no país a trabalharem numa exploração agrícola em Torres Vedras, foi anunciado esta sexta-feira.

Numa operação conjunta, SEF, ACT e GNR fiscalizaram uma exploração agrícola, em Torres Vedras, no distrito de Lisboa, onde encontraram 31 trabalhadores estrangeiros, oriundos de países como a Moldávia, Roménia, Nepal, Ucrânia e Geórgia.

Desses, 15 estavam em situação irregular no país e foram notificados para abandonarem o país de forma voluntária ou para comparecerem no SEF, a fim de regularizarem a sua situação, refere um comunicado da GNR hoje divulgado.

Aquelas entidades levantaram uma contraordenação por incumprimento das normas de armazenamento de produtos fitofármacos e outra à entidade patronal por explorar mão-de-obra ilegal.