Ficaram em prisão preventiva três dos seis detidos na sequência da megaoperação da GNR na Costa da Caparica, que ocorreu este domingo.

Ao que a TVI conseguiu apurar, os restantes três suspeitos ficam sujeitos a apresentações nas esquadras, estando obrigados dois deles a apresentações diárias, e um outro a apresentações semanais.

A megaoperação do Comando Territorial de Setúbal, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Almada, no bairro Terras da Costa, na Costa de Caparica, em Almada, fez seis detidos - cinco homens e uma mulher com idades compreendidas entre os 26 e os 58 anos.

Ao que foi possível apurar, a investigação por tráfico de droga, que já decorria há um ano e meio, teve início cerca das 5:00 deste domingo e terminou perto das 11:00.

A GNR conseguir desmantelar a rede que se dedicava ao tráfico de estupefacientes através da venda direta ao consumidor no concelho de Almada, com obtenção de valores pecuniários ou de bens materiais obtidos através de furtos.

Em comunicado, a GNR informou que "no decorrer das diligências policiais, foram realizadas 13 buscas domiciliárias, oito buscas não domiciliárias e foi ainda dado cumprimento a três mandados de detenção, culminando na apreensão de diverso material ilícito e bens furtados, designadamente drogas, armas, telemóveis e numerário, em quantidades que serão divulgadas logo que a informação esteja devidamente processada".

 
Daniela Rodrigues