A GNR deteve, em concelhos do distrito do Porto e da região do Algarve, dez suspeitos no âmbito de uma “grande operação” de combate ao trafico de estupefacientes, revelou este sábado aquela força militar em comunicado.

Entre os detidos, que têm idades entre os 30 e os 50 anos, estão nove portugueses e um espanhol, que serão presentes ao Tribunal Judicial de Porto e de Albufeira, para aplicação das medidas de coação.

Em causa esteve o desmantelamento de uma rede de tráfico de estupefacientes, uma operação que, de acordo com um comunicado da GNR, decorre de uma investigação que durava há cerca de 18 meses.

A operação teve especial incidência em concelhos do distrito do Porto e da zona do Algarve, tendo sido realizadas quatro buscas domiciliárias e quatro buscas não domiciliárias, nas localidades de Porto, Valongo, S. Brás de Alportel, Loulé e Albufeira.

A GNR apreendeu 543 doses de canábis, 500 doses de ‘exctasy’, 330 doses de “sumidades floridas da planta canábis”, 80 doses de MDMA, bem como plantas adultas e plantas em fase de gestação.

A lista de apreensões inclui 30 doses de cocaína, 26 selos de LSD, 25 doses de pólen de haxixe e 2,5 cl de LSD líquido.

Foram ainda apreendidos cinco telemóveis, quatro balanças, duas viaturas, uma arma de fogo e quatro munições, bem como 1.900 euros em dinheiro e material de corte e acondicionamento de produto estupefaciente.

/ SS