A PJ deteve uma mulher no aeroporto de Lisboa que transportava na bagagem “elevada quantidade de cocaína”, uma detenção feita num quadro de cooperação internacional com a polícia brasileira, indicou, esta sexta-feira, aquela polícia.

Em comunicado, a PJ refere que através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes deteve, nos últimos dias, uma cidadã estrangeira sobre a qual recaem fortes suspeitas da prática do crime de tráfico de droga.

Segundo a PJ, a detenção da mulher ocorreu num quadro de cooperação internacional com a Polícia Federal brasileira, resultante do controlo e fiscalização que regularmente é exercido sobre os movimentos de passageiros com origem em países considerados de risco com o objetivo de “prevenir e impedir a introdução de produtos estupefacientes” em Portugal ou outros países europeus através do aeroporto de Lisboa.

A PJ indica que na posse da mulher detida foi apreendida elevada quantidade de cocaína que transportou desde um país da América do Sul até Lisboa e se “encontrava meticulosamente dissimulada na respetiva bagagem”

Aquela polícia frisa que a cocaína apreendida, que apresenta um elevado grau de pureza, seria suficiente para a composição de milhares de doses individuais, caso chegasse aos circuitos ilícitos de distribuição.

A arguida, de 35 anos de idade, ficou em prisão preventiva após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial.

A PJ avança ainda que vai continuar com a investigação.