Cinco crianças com idades entre os 10 e os 14 anos foram retiradas esta terça-feira do rio Lima, em Darque, Viana do Castelo por uma embarcação que se encontrava nas proximidades, tendo sido transportadas ao hospital em estado de hipotermia.

Em declarações esta terça-feira à agência Lusa, o capitão do porto e comandante da Polícia Marítima de Viana do Castelo, Sameiro Matias, disse que “a peça determinante para o resgate, com vida, das crianças foi a intervenção do homem que estaria nas proximidades da capela das Areias, em Darque, a pescar numa embarcação, antes da chegada dos meios de socorro”.

Segundo Sameiro Matias, “ainda estão a ser investigadas as circunstâncias em que ocorreu o acidente”, mas admitiu a hipótese de que “as crianças tenham sido arrastadas pelas marés vivas que se fazem sentir nesta altura”.

O responsável adiantou que o local junto à Capela da Senhora das Areias, na margem esquerda do rio Lima, frequentemente utilizada por banhistas, não tem vigilância balnear, como acontece noutra praia fluvial situada na margem direita.

Sameiro Matias adiantou que “uma das crianças teria conseguido alcançar a margem e que as restantes quatro foram retiradas das águas pela embarcação particular”.

Aparentemente estão bem, apesar de se encontrarem em estado de hipotermia. Foram conduzidas ao hospital de Santa Luzia”, especificou Sameiro Matias,

Ao local comparecerem 20 operacionais e sete viaturas da Polícia Marítima, Bombeiros Sapadores e Voluntários de Viana do Castelo, apoiados pela corporação de Vila Praia de Âncora, meios do INEM e da Associação de Nadadores Salvadores Coordenada Decimal.

Agência Lusa / JGR