"Logo que entrou no carro, a ofendida foi agredida por duas mulheres com socos e estalos tendo sido conduzida, contra a sua vontade, até um monte em Urrô, onde voltou a ser pontapeada e agredida por todo o corpo, amordaçada com fita cola e amarrada pelas mãos", segundo o Ministério Público.