O Ministério Público (MP) acusou hoje um homem de matar outro, em julho de 2017, em Ermesinde, no distrito do Porto, por causa de uma dívida, adiantou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com a acusação, citada na página da Procuradoria, a 18 de julho de 2017, o arguido desentendeu-se com um amigo por causa de um dinheiro que lhe devia e que não tinha como pagar e, na sequência dessa discussão, deferiu-lhe pancadas no corpo e apertou-lhe o pescoço com as mãos, matando-o por asfixia.

Depois, o homem apropriou-se da carteira da vítima mortal, que tinha um cartão multibanco e o respetivo código, tendo, de 18 a 20 de julho, usado esse mesmo cartão para fazer levantamentos de dinheiro e pagar compras em lojas comerciais, sustenta a acusação.

O MP avança que o arguido levantou 1.050 euros e fez compras num valor de 961 euros.

Acusado pelos crimes de homicídio qualificado, furto e burla informática, o alegado homicida está a aguardar julgamento em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa.

/ LCM com LUSA