A operação para encontrar o turista que desapareceu na terça-feira numa área florestal da Calheta, ilha da Madeira, foi suspensa esta quinta-feira definitivamente, indicou a corporação de bombeiros do concelho, referindo que o caso passou para a tutela da PSP.

"Batemos toda a área sem sucesso e o caso passa agora para a Polícia de Segurança Pública", disse à agência Lusa o comandante dos Bombeiros Voluntários da Calheta, Jacinto Serrão, esclarecendo que as buscas foram suspensas cerca das 16:00 horas.

O cidadão estrangeiro, presumivelmente um alemão de 28 anos, encontra-se desaparecido desde as 14:00 horas de terça-feira, altura em que terá contactado um amigo por telemóvel, alertando-o para o facto de se ter perdido num percurso, no Rabaçal, uma área florestal com vários trilhos e levadas.

Os Bombeiros Voluntários da Calheta, concelho da zona oeste da ilha, só foram informados da ocorrência cerca das 20:00, hora em que iniciaram uma busca motorizada, tento retomado a operação com busca apeada na manhã de quarta-feira e novamente hoje.

"Batemos toda aquela zona, todas as vereadas, todos os trilhos sem qualquer vestígio, sem qualquer sinal do desaparecido" disse Jacinto Serrão, indicando que, hoje, participaram nas buscas elementos dos Bombeiros Voluntários da Calheta, da Polícia Florestal e da PSP, num total de 19 operacionais.

/ JGR