A embaixada de Portugal na Tailândia advertiu hoje os portugueses que se encontram nas ilhas do Golfo da Tailândia a “evitarem expor-se a situações de risco” devido à passagem da tempestade Pabuk.

Em comunicado, o portal da embaixada aconselha os portugueses a seguirem as indicações das autoridades locais e refere que “o abandono das áreas de risco deverá ser ponderado e decidido pelos próprios”.

A embaixada de Portugal em Banguecoque está a acompanhar esta situação em cooperação com as autoridades tailandesas e as embaixadas da União Europeia na Tailândia e, caso se torne necessário, tomará as medidas adequadas em coordenação com as entidades referidas”, indica o comunicado.

Centenas de turistas ficaram hoje retidos nas ilhas do Golfo da Tailândia, com aeroportos regionais fechados e barcos ancorados devido à tempestade tropical Pabuk, que atravessa o sul do país com chuvas torrenciais e ventos fortes.

São esperadas chuvas torrenciais e ventos fortes em mais de 12 províncias, contudo as de Nakon Si Thammarat e Surat Thani, que incluem as ilhas turísticas de Koh Samui, Koh Tao e Koh Phangan, serão as mais atingidas.

Pabuk é a primeira tempestade tropical a atingir esta zona do país fora da estação das monções em quase 30 anos.