Lavram em Portugal Continental 33 incêndios, 13 com mais intensidade. Viseu é o distrito mais afectado, com cinco fogos activos, de acordo com informações disponibilizadas pela Proteção Civil às 22:30.

Dos cinco incêndios que estão a decorrer em Viseu, o de São Cristóvão de Lafões, concelho de S. Pedro do Sul, é o que mobiliza mais meios. No local, estão 135 homens e 35 veículos a combater o fogo, com quatro frentes activas, cujo combate está a «evoluir favoravelmente».

No mesmo concelho lavra outro incêndio, na localidade de Santa Cruz da Trapa, com três frentes activas.

Ainda no distrito de Viseu, lavram outros três incêndios: em Barcos (Tabuaço), um fogo com duas frentes activas está a ser combatido por 40 homens e dez viaturas; em Pendilhe (Vila Nova de Paiva) decorre um fogo com uma frente activa; e em Ponte Fria ¿ Paradela (Cinfães) lavra, desde as 19:30, um incêndio com duas frentes activas.

No distrito de Vila Real, está a decorrer um incêndio em Alvadia, concelho de Ribeira de Pena, com uma frente activa, mas que mobiliza 127 homens, apoiados por 26 veículos.

Braga é o segundo distrito mais afectado pelos incêndios, com três fogos a decorrer, todos no concelho de Fafe.

Na localidade de Sarrafão deflagrou um fogo às 16:14. Com quatro frentes activas, está a ser combatido por 26 bombeiros, apoiados por sete veículos.

Também em Bastelo deflagrou um incêndio às 11:25, que esteve dominado mas que se reacendeu às 22:40, lavrando com duas frentes activas. Finalmente, na Ameixeda deflagrou um incêndio às 17:36, que lavra com uma frente activa.

No distrito de Aveiro lavram outros dois incêndios: um em Roge, Vale de Cambra, com uma frente activa, mobilizando 55 homens e 15 veículos; e outro, com três frentes activas, em Alvarenga, Arouca, num local de «acessos difíceis».

Lavram ainda dois incêndios no distrito de Viana do Castelo: em Anais (Ponte de Lima) e em Ponte da Ervideira (Arcos de Valdevez), os dois com uma frente activa.
Redação / CLC