A violência escolar é uma realidade que tem vindo a aumentar a cada dia que passa, tornando-se um factor preocupante para alunos, pais e professores. De modo a alertar para o problema e encontrar soluções, a tvi24 promoveu um debate no qual se defendeu uma intervenção conjunta da escola, pais e professores.

Veja aqui o vídeo

A maior responsabilização das famílias junto das escolas foi um factor apontado como fundamental, de maneira a que a escola não seja apenas um local onde as crianças são «depositadas de manhã» até ao fim do dia. Toda a comunidade escolar deve estar envolvida no combate à violência.

A psicóloga Inês Resende defendeu que as crianças e os jovens de hoje em dia «têm poucas figuras de referência, suporte e a quem tenham consideração e respeito», acreditando que a educação e o afecto são estratégias contra o bullying.

António Avelãs, da Fenprof, terminou o debate com um apelo ao Ministério, aos pais e professores a «reforçar a autoridades dos professores», não significando esse aumento de autoridade entrar em confronto com ninguém.
Redação / VG