A Escola Emiliano da Costa em Estói, em Faro, foi assaltada esta quinta-feira de forma violenta. Cerca de 400 alunos entre os 10 e 15 anos estão sem aulas, uma vez que a estrutura ficou sem as mínimas condições. Já na véspera, no Pinhal Novo, uma outra escola foi vandalizada deixando os estudantes em casa.

O presidente da Câmara de Faro, citado pela Lusa, explicou que «o assalto à Escola EB 2,3 Escola Emiliano da Costa terá ocorrido cerca da 1:00 horas, altura em que os assaltantes rebentaram com os quadros eléctricos e os relógios pararam».

De acordo com o presidente da Câmara de Faro, os ladrões levaram «todo o dinheiro que havia no cofre, danificando a parede onde estava instalado com recurso a um objecto de metal, provavelmente a uma picareta ou marrão».

«O sistema eléctrico e telefónico daquela escola foi todo destruído e há portas e fechaduras arrombadas», acrescentou o autarca, referindo que «hoje a escola não vai ter aulas para se proceder às obras de recuperação».

Fonte da GNR confirmou o assalto, mas não prestou mais declarações até ao momento.
Redação / AG