O taxista de Vila Real sequestrado este sábado de manhã foi roubado em 700 euros e ameaçado com uma garrafa, disse fonte da família, revela a Lusa.

Fernando Aleixo, 53 anos e residente em Andrães, foi requisitado por volta das 07:30, na praça de táxis do Seixo, em Vila Real, para um serviço em Vila Pouca de Aguiar, a cerca de 30 quilómetros da capital de distrito.

Segundo a fonte, o taxista terá sido instruído a seguir para além do local inicialmente indicado e, nesta altura, o cliente ameaçou-o com uma garrafa, acabando por o prender dentro da bagageira e roubado os 700 euros que trazia no carro.

Depois de ter andado às voltas com o táxi, alegadamente para desorientar a vítima, o suspeito abandonou o carro, deixando a mala aberta. A fonte referiu que o taxista não foi agredido, mas que chegou a temer pela própria vida, um medo incentivado pelo caso de um outro taxista de Vila Real, que se encontra desaparecido desde quarta-feira.

As autoridades procuram agora identificar o suspeito do assalto, visto que ele se apresentou de cara destapada. Fernando Aleixo passou parte da tarde de hoje a prestar a depoimento na Policia Judiciária (PJ).

Desde quarta-feira, que a PJ está a investigar o desaparecimento de Armindo dos Santos Ribeiro, 68 anos e residente em Bisalhães. Refira-se que seu táxi foi encontrado quinta-feira perto de uma residencial, na localidade de Lordelo, junto à cidade de Vila Real, apresentando sinais de ter sido remexido.
Redação / CLC