O carro do presidente da Câmara Municipal de Almeirim foi esta sexta-feira alvejado quando este saía da visita a uma obra em Paços Negros, disse o próprio à agência Lusa.

José Sousa Gomes disse à Lusa que foi abordado por um munícipe que tem reivindicado o pagamento da reparação do seu carro, acidentado numa estrada que estava em obras, e que hoje voltou a referir-lhe o seu inconformismo com a situação.

«Via-se que o senhor estava um bocado fora do seu estado normal, mas não violento», disse Sousa Gomes, adiantando que o homem se retirou, regressando quando o autarca já estava dentro da sua viatura para ir embora.

«Só vimos o carro aparecer de frente e, da janela aberta, serem disparados dois tiros de pistola. Ao terceiro já não estávamos lá», disse, acrescentando que o homem ainda foi em perseguição da viatura do autarca.

Sousa Gomes comunicou à GNR que estava a ser perseguido, tendo os agentes apanhado o munícipe ainda com a arma, disse. A viatura do autarca apresenta uma marca, que a Polícia Judiciária vai agora avaliar se tem alguma relação com alguma das balas, adiantou.

Sobre o processo que está na origem do descontentamento do munícipe, Sousa Gomes afirmou que a autarquia não pode assumir o pagamento de qualquer dano porque não era dona da obra em causa.

A seguradora do empreiteiro terá recusado pagar, alegando que a obra estava devidamente sinalizada, estando o processo em tribunal.
Redação / CLC