Morreu o jornalista e repórter Fernando Laidley, aos 93 anos de idade, vítima de doença prolongada. Laidley ficou conhecido por ter sido o primeiro português a dar a volta a África de automóvel, informa a Lusa.

O funeral será em data a confirmar, ainda esta semana, no Alto de São João.

Aos 36 anos, Fernando Laidley conseguiu com sucesso fazer uma expedição que nunca ninguém tinha conseguido: percorrer o continente africano de automóvel.

Acompanhado por José Guerra e Carlos Alberto, respectivamente o mecânico e o fotógrafo da expedição portuguesa, os três seguiram do Marquês de Pombal a 25 de Abril de 1955 num Volkswagen «carocha», em segunda mão, rumo à aventura africana.

Fernando Laidley nasceu a 30 de Março de 1918, em Luanda, Angola. Com apenas um ano de idade mudou-se com a família para Lisboa.

Este dono do «carocha» que protagonizou várias outras viagens únicas pelo continente africano e asiático (ligação Goa, Damão e Diu), foi também repórter de guerra no Norte de Angola para as revistas «Século Ilustrado» e «La Semana», de Espanha, tendo publicado, em 1964, o livro «Guerra e Paz».