O director nacional da PSP, Oliveira Pereira, assinou esta segunda-feira um despacho com a lista dos polícias que foram promovidos, correspondendo a uma das principais reivindicações dos maiores sindicatos da Polícia.

Da lista das promoções, a que agência Lusa teve acesso, constam 102 oficiais, 107 chefes e 831 agentes. Segundo a ordem de serviço, o pagamento será feito com retroactivos à data da promoção.

Em declarações à Lusa, o presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP), Paulo Rodrigues, congratulou-se com a medida, adiantando que corresponde a um compromisso assumido pela Direcção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP).

«É pena que as promoções não tenham sido efectivadas mais cedo, pois isso evitaria os protestos», afirmou.

O congelamento das promoções foi um dos motivos que levou sete dos nove sindicatos da PSP a realizarem na última quinta feira uma concentração frente ao Ministério da Administração Interna «por tempo indeterminado».

Os sindicatos exigiam o desbloqueamento de 3,1 milhões de euros para pagar as promoções aos polícias que fizeram um concurso para subirem de posto e ficaram aprovados.

Os protestos acabaram na sexta-feira de manhã após uma reunião entre o director nacional da PSP e os dois maiores sindicatos da corporação, em que lhes foi garantido o pagamento das promoções e a divulgação da lista dos promovidos.
Redação / CLC