A task force que coordena a vacinação contra a covid-19 apelou esta segunda-feira para que todos os migrantes se juntem ao processo, independentemente da sua situação de regularização em Portugal.

Para isso, estas pessoas necessitam apenas de apresentar um documento válido que os permita identificar.

Para o efeito, todos os centros de vacinação estão na modalidade de «Casa Aberta», sem restrições ao local de residência. Nesta fase, os horários da modalidade Casa Aberta coincidem com os horários de abertura dos respetivos Centros de Vacinação", acrescenta a task force.

Reforça a task force que esta possibilidade decorre do "muito positivo processo de vacinação em Portugal", o que leva a uma maior disponibilidade nos vários centros de vacinação.

António Guimarães