Cerca de 32 mil assistentes sociais vão ser vacinados este fim de semana, juntamente com os quase 190 mil docentes e não docentes cuja vacinação foi adiada uma semana por causa da alteração dos critérios da vacina da AstraZeneca.

A imunização dos trabalhadores das respostas sociais acontece em simultâneo com a dos professores e funcionários do 5º ao 9º ano e do Ensino Secundário.

De acordo com o jornal Público, estes profissionais devem ser imunizados com o fármaco da Pfizer por razões logísticas, mas a decisão ainda está a ser ponderada pela task-force.

O próximo sábado e domingo será o primeiro grande teste da vacinação em massa no país.

Segundo o mesmo jornal, Portugal vai contar com cerca de 120 centros de vacinação rápida e massiva, onde cada enfermeiro poderá imunizar 20 pessoas por hora.

/ CP