O primeiro vacinado contra a covid-19 chama-se António Sarmento e é diretor de serviço de doenças infeciosas do Hospital de São João, no Porto, e ainda um dos mais experientes infecciologista do país.

Médico há mais de 40 anos, é também professor de medicina da Universidade do Porto, especialista em medicina intensiva e doenças infecciosas. Aos 64 anos foi o responsável pela organização do serviço do hospital que mais lidou com casos de covid-19. 

Fez parte do gabinete de crise da Ordem dos Médicos para lidar com o novo coronavírus e desde o primeiro momento anteviu a gravidade desta pandemia. 

É um dos mais experientes infecciologistas do país e numa das últimas entrevistas, à radio Renascença, disse que as ajudas do estado à TAP davam para construir vários hospitais de excelência. 

Quando chegaram os primeiros casos a Portugal, em março, António Sarmento acreditava que só a vacina seria decisiva a partir de janeiro deste ano para o combate à covid-19. Porém, está a acontecer mais cedo e o médico nunca imaginou ser o primeiro português a recebê-la.

Lígia Marta