A Polícia Judiciária já tem 800 funcionários vacinados contra a covid-19, dentro de um universo de 1.200 trabalhadores.

Trata-se de uma percentagem de 66%, cerca de dois terços do corpo nacional da judiciária já foi assim vacinado contra o novo coronavírus.

Estes números atingem-se em pouco mais de três semanas de vacinação, que começou a 25 de fevereiro.

Foi a Direção Nacional da PJ a definir a ordem de prioridades, sendo que estão a ser vacinados inspetores de serviços considerados imprescindíveis e com maior contacto com outras pessoas.

Os primeiros a ser vacinados estão ligados aos crimes como homcídios sexuais e roubos.

De reserva há uma lista, cujo critério, além dos referidos acima, é a idade. Ou seja, se falhar alguém ou sobrar uma vacina, é dessa lista que é, de imediato, chamado outro inspetor.

Henrique Machado