Foi neste fim de semana, em que se realiza uma vacinação massiva de professores e não docentes, que Portugal bateu o recorde com cerca de 120 mil doses administradas num só dia. 

Ao que a TVI conseguiu apurar junto da task-force, este sábado foi ultrapassada a barreira das 2,5 milhões de inoculações (primeira e segunda dose). 

Do total de vacinas este sábado administradas, cerca de 100 mil foram destinadas a docentes e não docentes e trabalhadores das respostas sociais.

Recorde-se que entre hoje e domingo quase 170 mil professores e funcionários do ensino não superior vão receber a primeira dose da vacina contra a covid-19. Até à manhã de sexta-feira tinham sido enviados mais de 187 mil SMS com a convocatória.

No entanto, este "grande exercício", como lhe chamou o ministro da Educação, estava previsto para o passado fim de semana. Um adiamento que surgiu depois da Direção-Geral da Saúde (DGS) ter decidido administrar a vacina da AstraZeneca em pessoas acima dos 60 anos de idade.

Essa nova restrição na utilização da vacina inicialmente destinada aos profissionais do ensino obrigou, então, a atrasar uma semana o processo de inoculação.

Entre os docentes e não docentes que já foram contactados, a grande maioria (89%, o equivalente a cerca de 166 mil) confirmaram o agendamento. Por outro lado, cerca de 3% dos profissionais responderam que não vão ser vacinados para já.

O primeiro exercício de vacinação do pessoal das escolas decorreu no fim de semana de 27 e 28 de março, em que foram vacinados mais de 60 mil professores e não docentes do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino público e privado.

Na altura, alguns profissionais não tiveram a oportunidade de ser vacinados, mas foram posteriormente identificados e incluídos nas listas para este fim de semana.

João Faria / CE - com Lusa