As zonas de alimentação dos centros comerciais nos concelhos de risco elevado e muito elevado só são acessíveis com certificado de vacinação ou de recuperação, ou teste negativo à covid-19, desde as 19:00 de sexta-feira e ao fim de semana.

A Resolução do Conselho de Ministros, publicada sexta-feira à noite, já o refere, ainda que “com as devidas adaptações” e o mesmo foi sublinhado este sábado, nos esclarecimentos prestados pelo pelo secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor.

Nas redes sociais, são os próprios centros comerciais que estão a transmitir estas informações aos consumidores. A medida já está em vigor:

O centro comercial Via Catarina, no Porto, informa também no seu site:

"Nos termos legais, a partir de 10 de Julho, aos fins de semana e feriados todo o dia, bem como sextas-feiras a partir das 19h, o consumo de refeições no interior dos restaurantes e na Praça de Alimentação apenas é permitido a Clientes portadores de Certificado Digital COVID da União Europeia ou de teste negativo à COVID (1), aplicando-se a maiores de 12 anos."

Desde hoje às 15:30, os restaurantes em concelhos de risco elevado ou muito elevado (atualmente, 60 dos 278 municípios do continente) passaram a ter de exigir certificado digital ou teste negativo à covid-19 para refeições no interior dos estabelecimentos.

O certificado digital ou o teste negativo é exigido aos clientes a partir das 19:00 à sexta-feira e aos fins de semana e feriados.

São quatro as tipologias de testes aceites: os PCR e antigénio com resultado laboratorial (contemplados no certificado digital covid-19) e também os autotestes feitos presencialmente (à entrada do estabelecimento) ou perante um profissional de saúde (nas farmácias, por exemplo).

Catarina Pereira