A plataforma de autoagendamento das vacinas deverá estar a funcionar "na próxima semana", anunciou esta quarta-feira a ministra da Saúde, Marta Temido.

"Já pensávamos ter esse processo disponível neste momento, mas foi necessário fazer alguns ajustes", devido ao processo de vacinação em massa do pessoal docente e não docente, que "deslizou no tempo por força dos constrangimentos no fornecimento de vacinas".

De qualquer forma, Marta Temido prevê que plataforma de suporte à vacinação esteja a funcionar na próxima semana.

A ministra lembra ainda que no portal do SNS os utentes podem verificar se constam na lista de vacinação e atualizar os seus seus dados.

"O autoagendamento, quando possível, será um processo complementar ao agendamento realizada pelas instituições de saúde e permitirá que as pessoas elegíveis, dentro da faixa etária que está a ser vacinada em cada momento, agendem a sua vacinação, escolhendo de entre as opções que são oferecidas pelo portal."

Maria João Caetano