Quase 35% dos residentes na Região Autónoma da Madeira já tinham pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19 até ao passado domingo e 13,4% tinham a vacinação completa, anunciou hoje a Direção Regional de Saúde.

Numa nota, a Direção Regional de Saúde (DRS) realçou que até domingo tinham sido administradas na região 122.216 vacinas contra a covid-19, desde o início do processo de vacinação, em 31 de dezembro de 2020.

Do número total de vacinas administradas neste período, 88.101 correspondem à administração da primeira dose e 34.115 foram segundas doses da vacina.

Isto significa que 13,4% da população residente tem já a vacinação completa e 34,7% uma dose da vacina”, salientou.

Na passada semana, foram administradas cerca de 18.028 vacinas, das quais 11.597 foram primeiras doses e 6.431 segundas doses, nesta região autónoma, com cerca de 260 mil habitantes.

A entidade regional destacou ainda que as pessoas vacinadas integram os grupos prioritários definidos no Plano Regional de Vacinação contra a covid-19.

Na nota, refere ainda que a vacinação contra a covid-19 na região dará, esta semana, destaque à administração de segundas doses da vacina a pessoas residentes nos concelhos e com prioridade para a vacinação.

Na segunda-feira, a vacinação contra a covid-19 na Madeira foi interrompida devido a problemas com o transporte de duas caixas com vacinas da Pfizer, mas retomada duas horas depois, visto que a temperatura se manteve adequada para a conservação das vacinas.

De acordo com os dados divulgados pelas autoridades de saúde da Madeira, até segunda-feira já tinham sido administradas na região 122.456 vacinas.

Segundo o mais recente boletim epidemiológico sobre a pandemia da covid-19, divulgado pela DRS na segunda-feira ao final da tarde, as autoridades de saúde da Madeira tinham diagnosticado nove novos casos de infeção por SARS-CoV-2 e mais 21 recuperados nas 24 horas anteriores, existindo 240 situações ativas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.391.849 mortos no mundo, resultantes de mais de 163,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.011 pessoas dos 842.767 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ RL