A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) atribuiu o direito de utilização do número 2424 aos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde para envio de SMS à população no âmbito da vacinação contra a covid-19.

Em comunicado, a Anacom informa que o número curto 2424 será utilizado pela SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde exclusivamente para o envio de mensagens curtas (SMS) à população no âmbito da execução do plano nacional de vacinação contra a covid-19, incluindo o envio de receitas sem papel e agendamento de consultas durante esse período”.

“Esta atribuição é feita a título excecional e durante a execução do plano de vacinação nacional contra a covid-19, considerando a sua patente e notória relevância para o interesse público no combate à pandemia que assola o país, e o facto de se tratar de um número que se destina apenas ao envio/receção de mensagens curtas (SMS)”, explica a autoridade.

A Anacom realça que “a SPMS deve garantir a implementação do serviço de modo que o mesmo seja acedido por todos os cidadãos, sempre da mesma forma, em todas as redes (móveis) nacionais, independentemente da rede em que a comunicação é originada, a qual é gratuita para o utilizador final”.

Segundo a entidade reguladora, a opção da SPMS pelo número 2424 "decorre de considerar que este número em concreto permite que os utentes possam, com confiança, identificar a origem da informação enviada, dada a familiaridade com o nº da linha SNS 24 - 808 24 24 24”.

/ MJC