O Tribunal de Alijó decretou esta quarta-feira a prisão domiciliária com pulseira eletrónica para o sexagenário suspeito de ter atingido a tiro dois homens na aldeia de Vale de Mendiz, disse fonte judicial.

A Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real, com a colaboração da GNR, deteve um homem de 65 anos pela presumível autoria de dois crimes de homicídio, na forma tentada.

Segundo informou a PJ, o “arguido, por motivo fútil, muniu-se de uma arma de fogo e disparou em direção ao corpo das vítimas, dois homens com idades compreendidas entre os 26 e 34 anos, atingindo-as nas zonas do tórax e do abdómen”.

O suspeito foi presente a primeiro interrogatório judicial e o Tribunal de Alijó aplicou-lhe a medida de coação de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica.

Os factos ocorreram na segunda-feira à noite na via pública em Vale de Mendiz, concelho de Alijó, distrito de Vila Real.

Depois dos disparos, o homem foi intercetado pela GNR já no concelho de Sabrosa e foi entregue à PJ.

O alerta foi dado pelas 20:50 de segunda-feira e para a ocorrência foram mobilizados militares da Guarda dos postos de Alijó, Pinhão e Sabrosa, bem como os bombeiros do Pinhão.

. / HCL